background

Casas de apostas legais ✔️ em Portugal

Betclic
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Betclic bónus de 10€ + aposta de 20€ sem risco!
cadastro
Casino Portugal
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Deposite e ganhe até 100€ em bónus. Apenas o cadastro lhe dará acesso a 10 euros para apostar na slot de sua escolha
cadastro
888Casino
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas 8€ de bónus sem depósito
cadastro
888 Sport
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas 888sport bônus
cadastro
Esc Online
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas 100% até 250€ em FREEBETS + 10€ grátis bónus sem depósito
cadastro
Betway
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Bónus até 500€ em apostas + 2500€ em casino
cadastro
Placard
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Com esta nova funcionalidade vamos oferecer odds vitaminadas em mercados e jogos selecionados.
cadastro
Solverde
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Faz o teu primeiro depósito e oferecemos-te até 500€ em bónus + 100 jogadas grátis, sem depósito
cadastro
Bet Pt
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas 100% de até 1200€ em casino e 50% no primeiro depósito de até 10€ em desporto
cadastro
Betano
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Bónus de boas-vindas até 50€ para apostas desportivas + aposta grátis exclusiva de 5€ para leitores do aposta legal
cadastro
...
Índice
Conheça nosso autor
Especialista apostas Elizabeth Winnie

Através de um sistema de classificação e padrões graves e consolidados, fazemos um ponto de avaliar os melhores casas de apostas em Portugal. Esta informação não só permitirá que você tenha acesso aos melhores bônus, mas também às melhores condições para tornar as melhores apostas esportivas on-line.

Leis de apostas desportivas em Portugal

Os primórdios das apostas desportivas

Ao contrário do que é habitual pensar, a história das apostas desportivas em Portugal conta já com algumas décadas. As casas de apostas legais em Portugal só surgiram em 2015 mas data já de 1961 a primeira licença para operar esta modalidade de aposta, diretamente atribuída à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que então criou um dos concursos mais emblemáticos do país.

Foi aí que nasceu o Totobola, o popular concurso de apostas em eventos futebolísticos. O modelo de jogo pressupunha a composição de um elenco semanal, ou extraordinário, em determinadas situações, de 14 partidas de futebol nacional e europeu, sobre o qual o apostador tinha de prognosticar os resultados através, já então, com a fórmula “1X2”. A escala de prémios variava consoante o número de acertos e o valor amealhado pelo conjunto das apostas a nível nacional revertia para o jackpot, que ia sucessivamente aumentando até alguém alcançar os 14 vaticínios corretos.

Todos os restantes modelos de aposta informal, à cota ou não, eram, à data, ilegais em Portugal. Apesar de, em pequenas casas de jogo ilegais este fenómeno ter existido sempre de forma muito residual e primária, foi na internet que surgiram formas relevantes de jogo ilegal, a tal ponto de se ter tornado premente a necessidade de uma intervenção do estado português.

Novo século, novos desafios

Desde os primeiros anos do século XXI que cassinos e casas desportivas online originárias de outros países operam em Portugal irregularmente, aproveitando um vazio legal de então nas jurisdições da internet, na altura um espaço comum, sem fronteiras, para estarem presentes no mercado português. Nessa altura vigorava um estado de coisas marcado por uma atitude passiva face a este novo mercado, muitas vezes fomentado pela ideia de que a atividade das casas em Portugal se pagava através de investimentos destas empresas em entidades desportivas. Note-se o caso da Bwin, à data ainda como Betandwin, que patrocina a Liga Portuguesa durante três temporadas, bem como diversos clubes desportivos, bem antes de estar legalizada em Portugal.

Esta fase arrastou-se durante pouco mais de uma década e só em 2015, como referimos, é que Portugal, com alguns anos de atraso face a muitos congéneres europeus, liberalizou e legalizou essas casas e a modalidade de apostas desportivas à cota. Esta última era então, e continua a ser, a mais popular entre os apostadores. As apostas desportivas à cota consistem no prémio de um prognóstico acertado pago através da multiplicação do valor apostado por uma determinada cota, que é o valor atribuído a esse prognóstico resultante da probabilidade de vir a concretizar-se.

2015: o ano zero das apostas desportivas

É então com a aprovação do Regulamento Jurídico dos Jogos e Apostas Online (RJO), através do decreto-lei nº66/2015, que são criados os termos e condições operacionais, fiscais e legais deste tipo de modalidade em Portugal. O RJO definiu os limites de atuação e as obrigações alocados aos operadores e tipificou os crimes relacionados com a exploração ilícita de jogo online, criando todos os instrumentos jurídicos para regular e inspecionar o jogo online em Portugal.

Só deste modo e a partir de então, as casas de apostas desportivas e casinos online, que atuavam sem enquadramento legal no país, passaram a estar sujeitas a tributação de receitas e ao cumprimento das normas legais definidas no quadro jurídico português. Foram assim equiparadas aos casinos territoriais nacionais, com os mesmos direitos e responsabilidades.

Desta forma, o estado passou a ampliar as receitas que lhe eram devidas e que até aí lhe fugiam, passou a ter forma de controlar o acesso aos sites por parte de menores e de maiores impedidos de jogar pelas mais diversas razões, e ainda de delegar a estas entidades a obrigação de apoiar os jogadores com problemas de adição de jogo.

Órgão estatal que controla a indústria de jogos de azar

A fundação

Ainda no âmbito de todo este processo, o decreto-lei nº 66/2015 contemplou a criação de uma entidade, através de um processo de reestruturação e aglutinação de diversos organismos predecessores, o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ).

Ao SRIJ foi outorgada a responsabilidade de levar a cabo a fiscalização de toda a atividade do jogo, que contempla jogos de fortuna e azar, as apostas desportivas à cota e, mais recentemente, em 2020, também as apostas hípicas mútuas ou à cota. Esta responsabilidade vai desde a emissão de licenças de jogo a novos operadores que se querem legalizar no país, após um aturado processo de análise global do operador e das suas práticas, à regulação e fiscalização das responsabilidades delegadas pelo Serviço a estas empresas.

Princípios e missão

O SRIJ foi fundado com um conjunto fundamental de princípios norteadores da sua ação reguladora, que pugnam pela prática de jogo seguro, legal, ético e responsável em Portugal.

O primeiro deles visa a proteção de jovens menores e de jogadores adultos que se revelem vulneráveis a práticas de jogo excessivo. Para aceitar novos operadores de jogo no país, o SRIJ exige, em primeiro lugar, que criem um plano que vise a identificação do jogador e a fiscalização da sua idade, bem como de procedimentos que verifiquem a fidelidade das informações fornecidas por si; em segundo lugar, a criação de estruturas e mecanismos de apoio ao jogador que revele problemas de adição. Estas medidas passam por documentos informativos, por campanhas de divulgação do jogo responsável, por linhas de apoio e de combate ao problema e ainda por mecanismos efetivos que permitam a autolimitação e a autoexclusão ao apostador.

O segundo passa pela prevenção da prática de jogo irregular, ilegal e criminoso. Sob este ponto de vista, o SRIJ impõe aos operadores em Portugal que apliquem as melhores práticas de prevenção e combate a crimes como a fraude e o branqueamento de capitais. O Serviço garante a fiabilidade da casa e outorga-lhe a responsabilidade de controlar a atividade dos seus jogadores. Para fazê-lo, os operadores devem levar a cabo ações como a monitorização de padrões ilegais de jogo, a suspensão e exclusão de contas suspeitas, de rigorosos processos de controlo dos detentores das contas, através de procedimentos como o Know Your Customer e de departamentos de compliance e, se possível, fazendo uso de ferramentas tecnológicas eficazes.

O terceiro princípio fundador do SRIJ é o de garantir a inquebrantabilidade da integridade e da ética do desporto, evitando, deste modo, o flagelo da manipulação da verdade e dos resultados desportivos. O organismo público desenvolve uma atividade de contínua monitorização e fiscalização de ações e de padrões de jogo suspeitos e está em permanente colaboração com as autoridades judiciais e investigativas competentes para a prevenção e combate a qualquer prática que ponha em causa a ética no desporto.

Os casas de apostas são legais em Portugal?

Os sites de apostas, como vimos, são totalmente legais em Portugal desde 2015. O decreto-lei nº 66/2015 veio trazer enquadramento jurídico e regularizar a situação dos casinos e casas de apostas com bonus online e pô-los a operar mediante as condições previstas na lei, que acabámos de descrever.

Para serem legais em Portugal, os melhores sites de casinos devem licenciar-se junto do Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos com uma, duas ou três, das licenças disponíveis para este setor de atividade e que cobrem o âmbito dos jogos de fortuna e azar, as apostas desportivas à cota e as apostas hípicas mútuas ou à cota. Todas as casas de apostas legais em Portugal são obrigadas a ser portadoras da primeira licença para poderem oferecer jogos de casino, da segunda para poderem oferecer apostas desportivas online, da terceira para terem todo o tipo de apostas com cavalos, ou das três, para terem todo o escopo da oferta de jogo em Portugal. Cada licença apenas permite a exploração de uma modalidade de aposta.

Como tal, o apostador que queira jogar de forma totalmente legal em Portugal deverá dirigir-se ao site do SRIJ e consultar a lista de entidades e os respetivos sites que já concluíram o seu processo de obtenção de licenças e que estão devidamente certificadas a operar legalmente em território nacional.

Em sentido contrário, todos os sites que não constem desta lista são sites que não estão devidamente legalizados pelo estado português e jogar neles será da única e exclusiva responsabilidade do jogador, uma vez que não existem quaisquer garantias sobre a seriedade e credibilidade do casino em questão, nem sobre eventuais consequências judiciais de o fazer.

É possível apostar em casas de apostas legais estrangeiras?

É perfeitamente possível fazê-lo. Como acabámos de evidenciar, porém, as eventuais consequências de o fazer pendem sobre o jogador, que dessa forma ficará desprotegido legalmente em caso de fraude, retenção indevida de quantias, esquemas de extorsão, fecho abrupto do site, bem como de muitas outras formas de crimes e delitos contra o património financeiro do apostador e contra a sociedade.

Fora da lista das casas de apostas legais em Portugal, há um mundo muito heterogêneo de sites de apostas no universo da internet. De fraudes completas a aos melhores sites, que reúnem, a muito breve trecho, condições para se legalizar junto do SRIJ, há de tudo um pouco e cabe ao jogador levar a cabo a sua própria investigação e assumir as responsabilidades da sua escolha.

Neste sentido, a prática de apostar em sites legais em países terceiros é perfeitamente comum em Portugal e noutros países.

Prestar atenção e contar com o SRIJ

Os apostadores devem prestar atenção à jurisdição das licenças dos cassinos onde querem apostar. Se falarmos de jurisdições offshores, de países com alguma tradição na ocultação de contas, rendimentos e estruturas acionistas, devem avançar com precaução. Se, por outro lado, forem portadores de licenças em grandes países europeus, com robustas garantias legais e processuais e sólidas instituições de fiscalização, podem ficar mais descansados.

Os sites que não estejam legalizados em Portugal, mas que atuem no país são constantemente monitorizados pelo SRIJ, que os interpela no sentido de cessarem atividade e encerrarem o site que lhes serve de plataforma. Caso não obtenha nenhuma resposta ou não cessem efetivamente o serviço, o SRIJ, de forma devidamente fundamentada no RJO, entra em contacto com os operadores dos serviços de rede para que impeçam o acesso dos jogadores através da indisponibilidade do site para o território nacional.

Formas de dar a volta

Ainda assim, nos interstícios da sua ação, e pelo surgimento contínuo de novos sites e plataformas de jogo com origem noutros países, estão permanentemente disponíveis aos apostadores de Portugal vários sites de apostas ilegais.

Boa parte dos jogadores, ainda, recorre a métodos tecnológicos que lhes permitam contornar esta proibição baseada na rede que o SRIJ impõe, através do uso, por exemplo, de Virtual Private Network (VPN), tecnologia que encripta a ligação dos dispositivos à rede de internet que, por conseguinte, impede a capacidade do servidor de reconhecer a localização do dispositivo. Ao fazê-lo, permite ao apostador passar por cima da proibição porque esta funciona apenas para apostadores que acedem ao site a partir de Portugal, algo que o servidor não consegue provar com o bloqueio da VPN.

Vantagens e desvantagens de apostar em casas de apostas legais e ilegais

Como em tudo na vida, apostar em casas legais traz diversas vantagens e desvantagens, tal e qual como quando se aposta em casas de apostas ilegais. Tudo depende de caso para caso, do que procuram e mais valorizam os apostadores, face ao risco que estão dispostos a correr. É uma ponderação individual, muito própria, cuja decisão final cabe a cada um.

O importante é que os apostadores, aquando das suas escolhas, tenham plena consciência e estejam o mais bem informados possível de todas as vantagens e de todos os riscos que correm ao fazê-lo.

👍 Vantagens das casas de apostas legais

Quem opta por colocar as suas apostas em casas de apostas legais em Portugal fá-lo por ter todas as garantias de um jogo justo, limpo e seguro. As casas de apostas licenciadas e inspecionadas pelo SRIJ oferecem todas as garantias de verdade e lealdade dos seus jogos e da sua atividade para com a sua comunidade, de monitorização e combate a práticas criminosas e ainda de proteção legal contra situações de fraude e roubo.

São de referir também o controlo e o impedimento sobre jogadores que não o podem ser, por serem menores ou estarem legalmente impedidos de o fazer por questões ligadas à sua profissão; a proteção dos dados fornecidos, o apoio efetivo prestado aos apostadores que evidenciem problemas de adição de jogo, através de mecanismos como a autoexclusão, a promoção efetiva do jogo responsável ou ainda o imperativo moral de saber que estas casas são tributadas em Portugal, contribuindo para as receitas do estado e para o desenvolvimento do país. Todas estas são obrigações impostas pelo SRIJ às casas que desejam obter o seu licenciamento e que são obrigadas a cumprir.

👎 Desvantagens das casas de apostas legais

Alguns jogadores das casas de apostas legais em Portugal relatam algum descontentamento com o valor geral das cotas que apresentam, que muitas vezes consideram baixas face aos valores praticados pelas casas ilegais. Também, na mesma linha, dão conta de programas de bónus e promoções relativamente pouco entusiasmantes e, ainda que em menor grau, de algumas casas que exigem comissões de levantamento, novamente comparando com as congéneres ilegais no país.

Todas estas reivindicações encontram explicação no facto de estas casas serem bem tributadas pelo estado português, o que lhes diminui a margem para serem mais generosas nas ofertas que fazem aos seus clientes. Ainda assim, existem desvantagens de outros tipos, com outras razões subjacentes.

A atividade em Portugal, por exemplo, está condicionada apenas às modalidades de aposta aprovadas pelo regulador, o que faz diminuir a variedade da oferta. Deste modo, não é possível apostar em alguns desportos, como os e-sports, ou em alguns jogos ou tipos de apostas de jogos de casino. É aí que alguns apostadores partem à descoberta de casinos que não apresentem esse tipo de condicionalismos: os ilegais.

👍 Vantagens dos casas de apostas ilegais

Nem de propósito, o insucesso de uns é o sucesso de outros, e vice-versa. O facto de a oferta ser limitada pelo regulador em determinados jogos, modalidades de apostas ou tipos de aposta faz com que muitos jogadores se virem para este tipo de casinos que, por não responderem à lei portuguesa, estão livres para oferecer o portfólio de jogos e apostas que queiram.

Nesse sentido, são bastante mais livres do que as casas de apostas legais em Portugal e não contam com nenhum tipo de restrições. Os e-sports são o exemplo mais notório desta realidade, mas podemos também falar de competições desportivas, jogos e modalidades de apostas que não são permitidos nas casas de apostas legais em Portugal, e que o são nestes sites. Ou ainda de apostas políticas ou sociais, muito em voga em muitos países, que estes sites oferecem e os legais não.

Além disso, os apostadores gostam também do caráter mais tecnológico destes casinos, que aceitam pagamentos desmaterializados por criptomoedas ou outras soluções como as e-wallets, das transferências de quantias mais rápidas e menos onerosas, do acesso ao site por serviços de encriptação de dados ou ainda das ofertas de bónus e promoções bastante mais generosas do que as congéneres legais.

👎 Desvantagens das casas de apostas ilegais

Parece óbvio apontar a própria natureza das casas: são ilegais e isso pode acarretar consequências penais para os jogadores que, até talvez de modo inadvertido, podem colaborar com associações criminosas e práticas de crimes.

Depois, não podem ser dadas quaisquer garantias da qualidade e imparcialidade dos seus serviços. Existem numerosos casos de casinos com jogos viciados e práticas fraudulentas reportadas. Perante estas, o jogador enfrenta um completo desamparo legal caso venha a ser efetivamente burlado por estes operadores ilegais.

Em muitos casos, não existe controlo sobre a identidade dos jogadores e do cumprimento dos critérios de acesso ao jogo; não existem também quaisquer mecanismos de prevenção e combate ao flagelo da adição ao jogo, pelo que não é possível, em boa parte destes casinos, travar o jogo desesperado por parte destes jogadores, provocando e piorando situações extremas.

Por fim, saliente-se a possibilidade, sempre presente, do fecho compulsivo de contas, sobretudo após a obtenção de lucros extraordinários, ou de um completo desaparecimento do site, que deixe os jogadores apeados e sem qualquer acesso aos fundos a que tinham direito. São táticas mais extremas, mas que nem por isso deixam de acontecer com alguma frequência.

Novamente, sublinhamos que muitas destas casas até cumprem alguns dos critérios dispostos por lei para os seus concorrentes legais. A verdade, no entanto, é que a grande maioria não o faz e são verdadeiras fraudes, que, sem garantias do regulador, ficam à mercê dos apostadores mais incautos.

Proibições e restrições nas casas de apostas

Quem não pode

As proibições e restrições impostas pelas casas de apostas aos jogadores portugueses são as que estão explanadas na lei portuguesa, nomeadamente na formulação jurídica do RJO, e que devem ser liminarmente cumpridas pelos operadores, sob pena de cassação da licença de exploração emitida pelo SRIJ.

Estas limitações no acesso ao jogo abrangem os menores de idade, diversos grupos profissionais, os condenados pela justiça ao afastamento da prática de jogo e ainda os indivíduos auto excluídos.

Os menores são proibidos de apostar em qualquer tipo de jogo, seja sob que circunstância for, por razões óbvias e universais.

Os grupos profissionais que não podem jogar apenas e só às apostas desportivas à cota, diretamente ou por interposta pessoa, são os titulares de órgãos de soberania, magistrados do ministério público, autoridades policiais, forças de segurança e respetivos agentes e ainda pequenos grupos profissionais, como trabalhadores “com acesso aos sistemas de apostas desportivas”, por exemplo.

Os condenados por tribunais portugueses à proibição de jogo também terão, naturalmente, o acesso vedado às casas de apostas online.

Por fim, os jogadores que revelaram anteriormente problemas de adição ao jogo e que, consequentemente, se auto excluíram da prática de jogo, devem ser impedidos de jogar pelo período de tempo de afastamento que definiram como necessário.

Como se fiscaliza

Todas estas restrições e proibições devem ser acauteladas e respeitadas pelas casas de apostas online, a quem foi outorgada essa responsabilidade pelo SRIJ, segundo o que consta no RJO.

Para tal, os operadores devem cumprir com os requisitos de identificação dos jogadores e de verificação efetiva dos dados pessoais e identificativos apresentados por estes. O NIF apresentado pelos jogadores têm, obrigatoriamente, de corresponder aos dados pessoais apresentados pelo apostador.

Caso não cumpram essas obrigações de forma reiterada e não respondam às solicitações de correção da situação, o SRIJ irá abrir um procedimento com vista à correção das falhas apresentadas que poderá, em última instância, culminar com a suspensão e/ou cassação das licenças atribuídas.

Licenças

Segundo a lista divulgada pelo SRIJ, à data de hoje, estão legalizadas e licenciadas para operar no país 15 casas de apostas desportivas e casinos online.

As casas de apostas licenciadas

  1. Betclic, a primeira casa a concluir o processo de licenciamento, logo em 2016, e já com presença anterior em Portugal e um dos melhores sites de apostas em Portugal.
  2. Bwin, que, como referimos, já tinha forte presença no desporto português ainda antes do processo de legalização, dá agora o nome à Primeira Liga portuguesa.
  3. ESC Online, a versão online do Casino do Estoril, do grupo Estoril Sol;
  4. Pokerstars, casino internacional especializado na oferta de jogos de póquer;
  5. Casino Portugal, a versão online do Casino da Figueira, um clássico dos casinos portugueses;
  6. Casino Solverde, do grupo detentor dos casinos Solverde de Espinho, Vilamoura, Monte Gordo, Hotel Casino Algarve e Chaves.
  7. A Nossa Aposta, o casino online do grupo editorial Cofina;
  8. Placard, melhor site de apostas online Portugal desportivas do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa;
  9. Luckia, operador espanhol que estreou recentemente em Portugal.
  10. 888, gigante internacional do setor dos jogos de casino e das apostas desportivas, abriu recentemente a versão portuguesa do site.
  11. Betano, grupo internacional com aposta forte em Portugal, patrocina já uma série de equipas da primeira Liga, entre elas o Sporting C.P. e um dos melhores sites e apps do setor.
  12. Moosh, outro grupo de proveniência estrangeira que entrou de rompante no panorama português das apostas desportivas e que é já o patrocinador principal do S.C. Braga.
  13. Betway, um dos gigantes do setor, presença assídua de camisolas de emblemas dos principais escalões de Inglaterra, Espanha e Alemanha.
  14. Bidluck, grupo espanhol, relativamente desconhecido internacionalmente, que expandiu operações para este lado da fronteira.
  15. BacanaPlay, detido pela Skills On Net, empresa focada na criação e desenvolvimento de software de jogo e que tem por hábito criar diversos casinos legais em várias jurisdições utilizando esse mesmo software.

Frisamos novamente que o SRIJ começou, originalmente, em 2015, por ter apenas duas licenças disponíveis para candidatura dos operadores de mercado.

Mais recentemente, em 2020, lançou uma terceira, de apostas hípicas mútuas ou à cota, que ainda não foi atribuída a qualquer entidade, talvez por ter coincidido em cheio com a crise pandémica. Veremos se o acordo com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, que caiu por isso mesmo, volta a entrar em vigor nesta fase de recuperação que atravessamos.

Os jogos de casino

A primeira é a licença de jogos de fortuna e azar, nome oficial pelo qual são conhecidos os jogos de casino. À data de hoje, incluem: bacará ponto e banca e bacará ponto e banca Macau, banca francesa, blackjack/21, bingo, jogos de máquinas compostos por três ou mais rolos giratórios, vulgo slot machines, póquer em modo de torneio, póquer não bancado nas vertentes de Omaha, hold’em e póquer sintético, póquer sem descarte, roleta americana e roleta francesa.

As apostas desportivas

A segunda é a que diz respeito às apostas desportivas à cota e que contempla as seguintes modalidades desportivas: andebol, atletismo, badminton, beisebol, basquetebol, ciclismo, críquete, dardos, desportos de inverno, desportos motorizados, futebol, futebol americano, futebol de praia, futsal, golfe, hóquei em patins, hóquei no gelo, MMA, polo aquático, rugby, snooker, surf, ténis, ténis de mesa, voleibol e voleibol de praia.

De referir ainda que estão também elencados os tipos de apostas possíveis, seja em modalidade pré-jogo ou aposta em direto.

Qualquer aposta em modalidades ou em tipos de aposta não tipificados em nenhuma das listas é considerado jogo ilegal, por estarem a descoberto do âmbito da licença.

Políticas de bónus

As políticas de bónus são um dos grandes atrativos dos casinos para angariar novos clientes para a casa. Há muitos jogadores que incluem estes bónus na lista dos principais critérios que utilizam para escolher as casas de jogo onde querem apostar.

Nesse sentido, existe claramente uma competição não oficial entre as casas para ver quem consegue o melhor bónus de boas-vindas, o mais atrativo dos bónus, e aquele que mais jogadores consegue angariar para a casa.

Os bónus de boas-vindas

A verdade é que o bónus de boas-vindas é o bónus mais visível e publicitado de todos, por ser sua função atrair novos clientes, ainda não inscritos e sem conta criada, a escolherem as condições oferecidas pelos sites.

Para tal, os bónus de boas-vindas propõem aos potenciais clientes a oferta de uma determinada percentagem do primeiro depósito até um determinado limite.

Este tipo de bónus é normalmente proposto em duas modalidades: ou em bónus de casino, para os apostadores que aí o pretendem gastar, ou em bónus de apostas desportivas. A diferença entre ambos é a de que os bónus de casino oferecem também free spins, ou jogos grátis, para gastar exclusivamente aí.

Outros tipos de bónus

Depois de angariar novos clientes, muitas vezes com o inestimável apoio dos bónus de boas-vindas, a casa de apostas deve fazer um esforço e um investimento para manter satisfeita a sua comunidade de apostadores, que é cada vez mais exigente e que, com tantas opções à disposição, pode decidir ir apostar para outras paragens.

De modo a fidelizá-la, um dos expedientes mais utilizados pelos melhores sites de apostas desportivas e casino online é a criação de um amplo programa de bónus e promoções, que se apliquem a diferentes jogadores, em diferentes alturas.

Esses bônus podem ser semanais, específicos para um determinado dia da semana, periódicos, para uma grande competição que esteja a decorrer no momento, condicionais, mediante um depósito de um determinado montante ou após alcançar um determinado número ou valor de apostas, ou outros…

Aqui manda a imaginação e a generosidade das casas, de forma a motivar e a manter satisfeitos os seus apostadores, recompensando-os pela sua fidelidade à casa. É por isso que os bónus e as promoções das casas de apostas em Portugal podem tomar formas tão díspares.

Programas de fidelidade

Existe ainda um tipo de bónus especial, a que se convencionou apelidar de programa de fidelidade. Estes programas especiais variam de casa para casa, mas não no princípio que lhes subjaz: criar um esquema de progressão por níveis, onde os apostadores sobem de nível de acordo com o valor e o número de apostas que fazem no site. Quanto maior o nível que atingem, maiores as recompensas a que terão direito, entre as quais se podem contar diversos créditos para apostar no site, free spins, prémios especiais e muitas outras recompensas.

Termos e condições

Uma das queixas mais comuns entre os apostadores online é a de que os prémios prometidos pelas casas de apostas não caem automaticamente na conta dos jogadores.

A verdade é que, na maior parte dos casos, os jogadores não leram os termos e condições dos bônus a que se candidatam e não percebem, por isso, que os bónus, antes de poderem ser reclamados e levantados, têm de ser jogados diversas vezes, com cotas ou valores de aposta previamente definidos.

Estas condições, conhecidas como requisitos de aposta, são divulgadas sempre em conjunto com o anúncio do bónus, em páginas especialmente dedicadas à sua divulgação. Existem, pese embora, muitos casos em que tal se sucede de forma dissimulada e escondida.

É, no entanto, fundamental que os jogadores, antes de se deixarem levar pelas promessas de grandes bónus, leiam bem os requisitos de aposta de cada um e concordem com o seu conteúdo, de forma a jogarem de forma cabalmente informada e consentida.

Luckia
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Três bónus de casino até 500€
cadastro
PokerStars
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Bem-vindo à casa do poker online. Mergulhe já na melhor acção de poker com um bónus de 100%, até 500 euros.
cadastro
Bidluck
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Não há promoções disponíveis
cadastro
BacanaPlay
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Bónus exclusivo: 1000€ + 50 spins
cadastro
Moosh
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas 3×20€ extra para apostar bónus para novos apostadores
cadastro
Nossa Aposta
classificação:
🎁 bónus de boas-vindas para apostas Adere já ao nosso bónus de boas vindas e ganha até 700€ em bónus e 300 jogadas grátis!
cadastro